30 de setembro de 2014

ENÁDIO: ÍCONE DA LUTA PELOS DIREITOS DOS AGENTES DE SAÚDE

Por Ubiraci Moraes                

O Dicionário da Língua Portuguesa de Evanildo Bechara define ícone como “pessoa ou coisa que simboliza alguma virtude, capacidade, etc. do comportamento de uma época”.



Enádio é essa pessoa que aglutina em torno de si virtude, capacidade e um comportamento traduzido em ações em prol dos agentes de saúde. Nunca é muito falar que a história de vida dele confunde-se com a história de conquistas desses trabalhadores. Quem poderia negar a luta que travou para que muitos colegas não ficassem de fora dos quadros da prefeitura por causa de um erro no Edital do concurso? Quem seria capaz de negar-lhe o esforço que dispensou para que os servidores tivessem o direito à insalubridade assegurado? Assim também foi o desgaste que sofreu porque acreditou que era possível que a categoria mudasse do regime celetista para o estatutário. O enfrentamento com políticos foi muito duro, mas venceu. A antecipação das gratificações, bem como a construção do projeto do horário ininterrupto também foram fruto do seu incansável embate pelas conquistas dos agentes. Recentemente, viu-se as suas inúmeras idas a Brasília para lutar pela aprovação do projeto que instituía o piso nacional. Aqui foi pioneiro, pois , aguerrido e ousado como é, conseguiu articular com parlamentares o sucesso do projeto no Congresso Nacional. Hoje, luta pelo cumprimento da Lei 12.994. E deseja ardetemente que os servidores recebam o piso.



Sabe-se que os adjetivos acima não dão conta das qualidades que esse companheiro tem, mas essa é a forma de reconhecimento e de parabenizá-lo pela passagem de seu aniversário. Sinta-se abraçado e amado, Enádio, por todos os agentes de saúde de Salvador e pelos diretores e delegados da Associação dos Agentes Comunitários e de Endemias de Salvador – BA (Aaces), cuja presidência é honrosamente ocupada por você. Feliz aniversário, companheiro!











ENÁDIO PRESIDENTE DA AACES COMPLETA 40 ANOS

Enádio Careca nosso presidente em frente a prefeitura na luta pela mudança de regime 

Parabéns presidente por mais um ano de vida nesse 30 de Setembro, afinal não é todos os dias que se completa 40 anos, muita saúde, paz e felicidade são os sinceros votos dos diretores e delegados.

29 de setembro de 2014

AACES PEDE EXPLICAÇÕES À SEMGE SOBRE O DESCUMPRIMENTO NA GRATIFICAÇÃO POR COMPETÊNCIA



A Associação dos Agentes Comunitários e de Endemias de Salvador – Ba (Aaces), insatisfeita com a falta de cumprimento da prefeitura em incorporar o percentual de 2,5% na Gratificação por Competência , foi à Secretaria Municipal de Gestão (Semge), nesta manhã (29), para pedir explicações sobre essa questão. Segundo a Sra. Mariana, subcoordenadora da Provisão, Carreira e Remuneração e também a responsável pela construção do projeto de lei do avanço da gratificação por Competência para 37,5%, a minuta havia sido enviada ao gabinete do prefeito para ser encaminhada à Câmara de Vereadores, mas a justificativa do projeto ( a mensagem) não constava, razão pela qual teve que retornar à Semge, atrasando o pagamento aos servidores.

No entanto, na presença dos delegados Fabrízio e Everaldo, a subcoordenadora ligou para o gabinete do prefeito e foi informada de que a minuta, corrigida, já se encontrava lá e deve ser enviada à câmara o mais rápido possível. Sendo assim, esse foi o motivo  por que os agentes de saúde não receberam o percentual dessa gratificação, o que não deve ocorrer no final do mês.

Como a Aaces não dorme em serviço, está atenta para acompanhar esse processo e não deixar que nenhum outro problema possa deixar os trabalhadores em falta. É a associação lutanto para garantir as conquistas dos agentes de Salvador.

Prefeitura cobra IPTU ilegal da Liga Bahiana Contra o Câncer


Prefeitura cobra IPTU ilegal da Liga Bahiana Contra o Câncer
Foto: Reprodução
Sob a batuta do braço direito do prefeito ACM Neto (DEM), o secretário municipal da Fazenda, Mauro Ricardo, a Prefeitura de Salvador parece não impor limites à cobrança feroz de impostos que vem gerando impopularidade pública e afastando empresários. Desta vez a sanha pelo dinheiro atingiu um dos pilares da luta contra o câncer no estado, a Liga Bahiana Contra o Câncer (LBCC), mantenedora do Hospital Aristides Maltez (HAM). Para indignação de muitos, a PMS resolveu desrespeitar a Constituição Federal e legislações estadual e municipal de utilidade pública, cobrando um débito indevido de R$ 399.776.70, referente ao IPTU/2014 da entidade. O posicionamento antiético contraria a reiterada defesa do presidente da LBCC, Aristides Maltez Filho, de que “a retribuição às entidades filantrópicas regulares que cumprem seu papel social deve vir da parte do governo por subvenção, subsídio, incentivo ou a designação que se queira dar, com consequente obrigação da prestação de contas do recurso recebido”. O fato só reforça a imagem de ‘publicano’ (coletor de impostos nas províncias do império romano) do secretário Mauro Ricardo, que coleciona polêmicas do tipo por onde passa, a exemplo da Funasa, Copasa e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo. Em Salvador já existem processos com relação ao aumento do IPTU, créditos tributários não honrados e cobranças indevidas do PPI. E o novo alvo da Sefaz/PMS são os comerciantes e ambulantes de rua. A Liga Bahiana Contra o Câncer enviou diversos ofícios à Sefaz, com toda a documentação que comprova a imunidade, sem resposta. Mantenedora do Hospital Aristides Maltez, a LBCC, com base na Constituição Federal, apoia as provas no Decreto Federal n°50.517/61, Decreto Estadual pela Lei 6.670/1994 e Municipal nº 7.817/2010, além da atuação social reconhecida há dezenas de anos, por diversos governos, da imunidade integral aos impostos. Também a Presidência da Câmara Municipal de Salvador, onde teve origem a Lei Municipal da imunidade da LBCC, foi avisada da arbitrariedade da PMS.

Bahianotícias

28 de setembro de 2014

ENTENDAM O AVANÇO E O GANHO DOS 2.5% QUE SÓ ACONTECERIA EM 2018



 Art. 47 A implantação do Plano de Cargos e Vencimentos dos Profissionais de Saúde de que trata esta Lei, far-se-á da seguinte forma:

I - enquadramento dos servidores nos níveis previstos na Tabela de Vencimento, de acordo com o respectivo cargo, duração da jornada de trabalho e, em valor igual ou imediatamente superior ao atualmente percebido;

II - Excepcionalmente, será concedido para os servidores ativos e em efetivo exercício o reenquadramento em novo nível da Tabela de Vencimentos e respectiva referência da Tabela de Gratificação por Competência, em razão da experiência acumulada, demonstrada pelo tempo de efetivo exercício do cargo, na Prefeitura Municipal do Salvador, obedecida a seguinte escala:

a) menos que 03 (três) anos, nenhum nível;
b) acima de 03 (três) até 05 (cinco) anos, 02 (dois) níveis;
c) acima de 05 (cinco) até 07(sete) anos, 03 (três) níveis;
d) acima de 07 (sete) até 09 (nove) anos, 04 (quatro) níveis;
e) acima de 09 (nove) até 11 (onze) anos, 05 (cinco) níveis;
f) acima de 11 (onze) até 13 (treze) anos, 06 (seis) níveis;
g) acima de 13 (treze) até 15 (quinze) anos, 07 (sete) níveis;
h) acima de 15 (quinze) até 17 (dezessete) anos, 08 (oito) níveis;
i) acima de 17 (dezessete) até 19 (dezenove) anos, 09 (nove) níveis;
j) acima de 19 (dezenove) anos, 10 (dez) níveis.


É fácil criticar aqueles cujas responsabilidades não temos, é com essa máxima que vamos explicar o grande malabarismo que a direção da AACES e Sindseps teve na mesa de negociação para conseguir a antecipação dos 2.5%, seguindo a tabela do plano de cargos e vencimentos só iriamos ter  nossa gratificação de competência majorada de 35% para 37.5% no ano de 2018, quando vamos estar no nível 4 onde pula também a referencia de 1  para 2, onde pode ser visto na tabela acima, portanto guerreiros e guerreiras de luta para conseguir tal façanha nessa gestão não seria possível se não fosse a habilidade e posicionamento numa mesa de negociação dos nossos dirigentes junto com a verdadeira força que é a honestidade de uma categoria aguerrida que sabe muito bem valorizar cada vitoria ao longo dessa jornada de terceirizado, a servidor público celetista, depois estatutário com gratificações, retirada dos horários do Formulários FAD 1 e 3 e o horário ininterrupto, e agora que venha o pagamento do piso nacional, onde já entramos no MPF Ministério Público Federal contra a prefeitura e a união, porque temos coragem de culpar e atacar ACM Neto e Dilma por ainda não estarmos recebendo o nosso piso nacional, falamos a verdade doa a quem doer, tem gente que usa a categoria como instrumento para a politica, nós usamos a politica como instrumento para a nossa categoria como aconteceu com o nosso horário ininterrupto que foi depois da transmudação uma das maiores vitorias da categoria.

A AACES esteve, está, e sempre estará ao seu lado defendendo os  interesses dos agentes de saúde da capital.

CONTRACHEQUE ONLINE SEM OS 2,5% DA COMPETÊNCIA

Neste mês, para a surpresa dos agentes de saúde e demais servidores da prefeitura, o contracheque ficou online antes do dindim entrar na conta; mas o nosso  retroativo dos 2,5% da gratificação de competência que faltava, que gera em torno de menos de R$ 20,00, a contar de Julho, também não veio, devido a um erro da gestão. Segundo  ela, como vai gerar custos ao Executivo, tem que ser através de projeto de lei.Por isso,  tiveram que refazer todo o processo para enviar para a Câmara de Vereadores aprovar. O importante é que vamos receber retroativo a Julho e em nenhum momento a gestão está dizendo que não vai pagar, até porque está no acordo, e na próxima segunda-feira estaremos junto à SEMGE buscando informações sobre o andamento do projeto de lei para saber se no próximo mês receberemos.

Essa é a direção da AACES sempre de olho nos direitos dos agentes de saúde da capital.

27 de setembro de 2014

Secretaria de saúde de Salvador refuta surto de chikungunya na capital baiana


Secretaria de saúde de Salvador refuta surto de chikungunya na capital baiana
Foto: Reprodução
Distante 109 quilômetros de Feira de Santana, onde a febre chikungunya que jáacometeu 14 pessoas e tem mais outros 306 sob suspeita, Salvador se torna alvo previsível dos mosquitos Aedes aegypti contaminados com o vírus da doença. Até o momento, dois casos suspeitos foram identificados na capital baiana, um em Brotas e outro no Cabula. De acordo com o subcoordenador da Vigilância Epidemiológica da Bahia, Ênio Soares, existe a possibilidade de haver um surto em Salvador é mínima, mesmo com o alerta do Ministério da Saúde. O argumento é que os números de infestação predial da dengue na capital baiana caíram de 3,2% para 1,8% de março a abril deste ano, o que diminui os riscos de transmissão da chikungunya. “Não acredito em surto pela nossa situação. Não digo que a possibilidade é zero, mas acredito que não haja esse problema”, disse em entrevista ao Bahia Notícias. O vírus usa o mesmo mosquito da dengue, ou o primo dele Aedes Albopictus, para inocular a doença. A origem dos casos em Feira pode ter surgido de um viajante oriundo da América Central. Caso alguma pessoa sofra os efeitos colaterais associados à doença como febre alta, dores musculares, articulares e de cabeça, vômitos e manchas na pele, devem se dirigir aos postos de saúde da cidade. Ênio Soares informou que os profissionais de saúde vão passar pela terceira capacitação, prevista para ocorrer no dia 9 de outubro, que prepara agentes e profissionais de saúde da prefeitura para atender a população. A confirmação dos casos em suspeita de Salvador deve ocorrer em até 15 dias, com a divulgação dos resultados das amostras que passam por testes no laboratório Evandro Chagas, em Belém do Pará, referência no país para casos da chikungunya.

26 de setembro de 2014

NOVO FARDAMENTO PARA OS AGENTES DE SAÚDE DE SALVADOR

Hoje, dia 26, pela manhã, a Associação dos Agentes Comunitários e de Endemias de Salvador - BA (Aaces) esteve reunida com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) para trata sobre o fardamento dos agentes de combate às endemias (ACEs) e os agentes comunitários de saúde (ACSs). O novo uniforme promete trazer mais conforto para os trabalhadores e seguir as recomendações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).


A camisa dos ACSs será de cor azul, e a dos ACEs continua branca. A novidade fica por conta da calça feminina com strech, do calçado confortável e da qualidade melhor do tecido das camisas.
Essa luta por um fardamento de qualidade e que atenda às especificidades das atividades realizadas por esses profissionais da saúde é uma velha bandeira de luta da Aaces. 
É a associação lutando por melhores condições de trabalho para os agentes do município de Salvador

PISO NACIONAL: DENÚNCIA DA AACES CONTRA A UNIÃO E A PREFEITURA JÁ ESTÁ NAS MÃOS DO PROCURADOR

No último dia 5 de setembro o setor jurídico da Aaces entrou com uma ação no Ministério Público Federal (MPF), denunciado a Prefeitura de Salvador e a União pela falta de cumprimento da Lei 12.994, que institui o piso salarial nacional dos agentes.

Fabrízio e Genário  protocolando  a denúncia contra a União e a prefeitura no MPF .

A boa notícia é a de que o processo já se encontra nas mãos do  procurador federal Domenico D'Andrea Neto, e , em breve, a prefeitura e a União vão ser notificadas. É a Aaces lutando pela implantação do piso  nacional dos agentes de saúde de Salvador




AGORA É PRA VALER, VAMOS TORCER PELO NOSSO TIME!

Campeonato de futebol do servidor começa neste sábado
25-Sep-2014


A edição deste ano do Campeonato de Futebol do Servidor Municipal, realizado pela Secretaria de Gestão (Semge), começa neste sábado (27) na Arena do Imbuí às 11h. Serão 64 jogos com a participação de cerca de 650 servidores públicos divididos em 24 times. O campeonato é estruturado em Série A e B e disputado na modalidade de futebol society. 
A ação faz parte do Plano de Valorização do Servidor (PVS) que tem como objetivo o desenvolvimento, a valorização e o crescimento do servidor. A atividade é uma tradição na Prefeitura e tem o intuito de promover a integração entre os órgãos e entidades da administração do Município. 
A primeira rodada contará com oito partidas envolvendo as equipes das Secretarias da Fazenda (Sefaz); de Saúde (SMS); de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps); de Infraestrutura e Defesa Civil (Sindec); Cidade Sustentável (Secis); Desenvolvimento, Turismo e Cultura (Sedes); as Superintendências de Segurança Urbana e Prevenção à Violência (Susprev) e Controle, Ordenamento e Uso do Solo (Sucom); o Grupo de Operações Especiais (GOE); as Fundações Cidade Mãe (FCM) e Mário Leal Ferreira (FMLF); o Centro de Controle Zoonoses (CCZ); a Procuradoria Geral (PGMS), a Transalvador e o Gabinete do Prefeito (GABP).
Confira os jogos da primeira rodada:
11:00
SEFAZ
X
SUCOM
12:00
PGMS
X
CCZ
13:00
SMS
X
SECIS
14:00
SINDEC
X
TRANSALVADOR
11:00
SUSPREV/GOE
X
FCM
12:00
SUSPREV
X
SEMPS
13:00
TRANSALVADOR/GTRAN
X
SEDES/SALTUR
14:00
FMLF
X
GABP

SEMGE

Chikungunya pode ter chegado do Caribe; Saúde usará métodos de controle da dengue


Chikungunya pode ter chegado do Caribe; Saúde usará métodos de controle da dengue
Foto: Reprodução
O vírus da Chikungunya que chegou à Feira de Santana, centro norte da Bahia, pode ter vindo da América Central ou do Caribe, e não da África, como se especulava até então. Segundo análises do Ministério da Saúde (MS) e da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), o vírus teria aportado na cidade baiana através de algum brasileiro que esteve na América Central onde foi registrado o último surto da doença, em 2013. Em Feira foram confirmados 14 casos, com outros 306 sob suspeita. Na capital baiana, há suspeitas de dois casos. Nesta quinta-feira (25), a Sesab anunciou um plano de combate à enfermidade que deve usar meios semelhantes do controle da dengue. Uma das ações é o Levantamento Rápido do Índice de infestação por Aedes Aegypti (Liraa) realizado anualmente par controle da dengue que será adaptado para colher informações sobre a chikungunya. O mapeamento ocorre em outubro em mais de dois mil municípios, inclusive capitais do estado. 

Fiocruz solta mosquitos contaminados com bactéria para controlar dengue

Fiocruz solta mosquitos contaminados com bactéria para controlar dengue
Foto: Gutemberg Brito/Fiocruz/Divulgação
Uma ação da Fiocruz para combater a dengue soltou mosquitos contaminados com a bactéria Wolbachia, presente em 60% dos insetos Aeges aegypti do mundo e inofensiva ao ser humano. A iniciativa foi realizada em Tubiacanga, na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, e faz parte da campanha "Eliminar a Dengue: Nosso Desafio". Ligada a um projeto internacional lançado pela Austrália, o método de combate à doença é testado em vários países. Conforme adaptação dos mosquitos no ambiente, durante os próximos três ou quatro meses, cerca de dez mil mosquitos serão soltos na localidade. De acordo com o líder do projeto no Brasil, o pesquisador Luciano Moreira, em dois anos será possível observar o impacto do experimento na redução dos casos de dengue, que neste ano causou 336 mortes no Brasil. O objetivo é que as novas gerações herdem o bacilo e pouco a pouco aumentem a porcentagem no ambiente. Além da Austrália, a experiência já foi feita na Indonésia e no Vietnã. A Fiocruz informou que existem dois bilhões de pessoas no mundo em regiões nas quais há o risco de contrair a dengue. No ano passado, o Brasil registrou 1,5 milhão de casos da doença, com 663 óbitos.

25 de setembro de 2014

NOTA DE FALECIMENTO



É COM MUITO PESAR QUE INFORMAMOS O FALECIMENTO DE DONA ZUNEIDE DE OLIVEIRA, MADRASTA DA COLEGA ACE SIMONE, LOTADA NO CCZ NO COMBATE À LEPTOSPIROSE. O ENTERRO ACONTECERÁ ÀS 11H NO CEMITÉRIO BOSQUE DA PAZ.

ELEITOR: VEJA O SEU LOCAL DE VOTAÇÃO

Título e local de votação

A consulta ao local de votação pode ser feita por meio do nome do eleitor ou do número
 do título eleitoral. Por meio da opçãoConsulta por nome é possível verificar o número 
do título.

GRUPO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL REALIZA OFICINA NO CABULA-BEIRU B

O Grupo de Mobilização Social do Cabula-Beiru B e a equipe de Educação Ambiental da Revita promovem uma Oficina de Reaproveitamento de Materiais Recicláveis - potencias criadouros do aedes aegypti. A iniciativa visa adotar outras estratégias de prevenção e controle da dengue, além das ações habituais já realizadas no campo. A primeira atividade foi realizada hoje, dia 25, no auditório da Casa do Caminho, na Sussuarana Velha. A segunda ocorre amanhã, dia 26, no Colégio Estadual Edvaldo Magalhães, no Tancredo Neves, às 9h, para atender aos demais agentes do Distrito Cabula-Beiru B.

A Associação dos Agentes Comunitários e de Endemias de Salvador - Ba (Aaces) fez-se presente, na pessoa do diretor de Comunicações, Ubiraci Moraes (Bira), e deu todo apoio à excelente iniciativa do Grupo e colocou o blog da associação à disposição para divulgar as futuras atividades do movimento.


 A Aaces parabeniza ainda a equipe de Educação Ambiental da Revita e o Grupo de Mobilização Social na pessoa de Joseane.


ATENÇÃO DOADORES DE SANGUE VAMOS AJUDAR UM FAMILIAR DE NOSSA COLEGA AGENTE DE SAUDE






ATENÇÃO VAMOS  AJUDAR A SENHORA ZUNEIDE OLIVEIRA NUNES DE 65 ANOS MADRASTA DA NOSSA COLEGA SIMONE (ACE) QUE ESTA  INTERNADA NA UTI DO HOSPITAL ERNESTO SIMÕES NECESSITANDO COM URGÊNCIA DE 06 BOLSAS DE SANGUE QUALQUER TIPO  , OS DOADORES SE DIRIGIREM AO HEMOBA PARA FAZER AS DOAÇÕES. VAMOS SALVAR MAIS UMA VIDA QUALQUER DUVIDA LIGAR PARA NOSSA COLEGA NO TELEFONE:8826-3490

CHIKUNGUNYA, "NOSSO LEGADO DA COPA" JÁ ERA ANUNCIADO PELA FIOCRUZ DESDE ABRIL DESSE ANO.

Edição do dia 10/04/2014
10/04/2014 13h39 - Atualizado em 10/04/2014 13h58

Novo vírus pode se espalhar por todo o Brasil com a vinda de estrangeiros

Vírus já causou epidemias na Ásia, África, Europa e no Caribe.

Transmissão pode ocorrer por causa da Copa do Mundo.


video
É grande a possibilidade de um novo vírus se espalhar pelo Brasil. O alerta é da Fundação Oswaldo Cruz e do Instituto Pasteur, que fizeram um estudo em conjunto. O vírus chikungunya vem se alastrando pelo mundo desde 2004 e já causou epidemias na Ásia, África, Europa e Caribe.
A transmissão em solo brasileiro ainda não aconteceu, mas a pesquisa da Fiocruz alerta para o risco disso acontecer com a vinda de turistas estrangeiros para a Copa do Mundo.
O preocupante é que o vírus é transmitido pelo aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue e a febre amarela - um mosquito que existe em todas as partes do Brasil.
Ainda não existe vacina, nem remédio contra o chikungunya. Os sintomas são semelhantes aos causados pela dengue: febre e dores no corpo, além de fortes dores nas articulações. O tratamento é parecido: bastante água para hidratar e remédios que aliviam os sintomas.

Mosquito desenvolvido em laboratório para não transmitir dengue é lançado em comunidade da Zona Norte do Rio

EDITORIAS > CIÊNCIA & SAÚDEQUARTA, 24/09/2014, 08:00

Ele carrega bactéria que impede que vírus seja transmitido para humanos. Além disso, as gerações seguintes também nascem com a bactéria, o que torna o método autossustentável. É a primeira vez que o projeto é posto em prática na América.

Foto.g1.globo.com
por Thiago Mathias
Pesquisadores da Fiocruz vão a campo hoje dar início a um projeto experimental que pode eliminar a dengue do Rio. Dez mil mosquitos Aedes aegypti incapazes de transmitir a doença serão lançados na natureza. Eles foram manipulados em laboratório e infectados com uma bactéria, chamada Wolbachia, que bloqueia a transmissão do vírus para o ser humano. A bactéria também afeta a reprodução do vetor da doença: a geração seguinte também carregará a Wolbachia, e, portanto, será incapaz de transmitir a dengue. O Brasil é o quarto país em que o mosquito infectado será solto no meio ambiente. Antes, foram feitos experimentos similares na Austrália, na Indonésia e no Vietnã. Nestes locais, a presença de mosquitos com a Wolbachia se tornou predominante após dez semanas de liberação dos insetos, mas ainda não há dados sobre a redução no número de casos da doença. O pesquisador da Fiocruz Luciano Moreira é líder do projeto no Brasil. Segundo ele, membros da equipe na Austrália alimentaram uma colônia de mosquitos com a bactéria usando, voluntariamente, seus próprios braços. Nenhum efeito negativo foi constatado. Por isso, segundo Luciano Moreira, não há risco de efeitos colaterais para quem for picado pelo mosquito com Wolbachia: “Todo pernilongo contém Wolbachia. Nós já somos picados há muito tempo. Algumas pessoas são picadas várias vezes durante a madrugada. A bactéria não sai na saliva do mosquito e não há qualquer tipo de efeito colateral.”
Luciano Moreira participou da descoberta científica junto com outros pesquisadores na Austrália, primeiro país a receber os mosquitos com a bactéria, em 2011. O Brasil e o Rio de Janeiro foram escolhidos para esta etapa porque concentram mosquitos durante todo o ano e várias epidemias já foram registradas. O primeiro local onde os mosquitos que não transmitem a dengue serão lançados é a comunidade de Tubiacanga, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio. Segundo os pesquisadores, a área possui características ambientais favoráveis para a proliferação do Aedes aegypti. O local é estudado pela equipe desde 2012 e 30 moradores da região participam do projeto, trabalhando como anfitriões. Eles receberam os pesquisadores em casa, onde foram instaladas armadilhas para capturar mosquitos. O representante comercial Carlos Paulo Magalhães é um destes voluntários. Ele espera que a iniciativa reduza o número de casos de dengue na comunidade: “Mapearam Tubiacanga e, semanalmente, uma equipe da Fiocruz recolhia as mosquitos dos criadouros. Eles eram levados para o laboratório com o objetivo de serem identificados. Visitamos a Fiocruz e compreendemos o que é o projeto. Temos certeza que vai dar resultado.”
A liberação de mosquitos com a bactéria que impede a propagação do vírus da dengue vai acontecer semanalmente, durante três ou quatro meses, até que a população de mosquitos com a Wolbachia aumente e chegue a uma marca próxima de 100%. A partir daí, o projeto passa a ser autossustentável. Um Aedes aegypti fêmea, que transmite a doença, vive entre 30 e 45 dias. Nos próximos anos, o projeto também vai ser realizado em outros locais da região metropolitana do Rio. O pesquisador da Fiocruz Luciano Moreira acredita que a redução de casos de dengue em Tubiancanga já seja observada no próximo verão: “A gente espera que na próxima estação de dengue a gente já tenha o número de casos reduzido. Um estudo mais ampliado é necessário e, nos próximos cinco anos, haverá uma ideia mais sólida sobre o que os mosquitos com bactéria estão causando nos ambientes em que estão sendo soltos.”
O projeto será expandido para outras regiões do Brasil, mas ainda não há uma data definida. Após a avaliação dos efeitos em Tubiacanga, novas estratégias vão ser traçadas. Pouco mais de dois mil casos de dengue foram registrados neste ano no município do Rio de Janeiro. No Brasil, havia 511 mil notificações de janeiro a agosto. Os testes de campo no Brasil foram aprovados pela Anvisa, Ibama, Ministério da Agricultura e pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa após avaliação sobre a segurança para a saúde e para o meio ambiente.

Ouvir
http://download.sgr.globo.com/sgr-mp3/cbn/2014/noticias/denguefiocruz3_140924.mp3

Sesab anuncia nesta quinta ações para controlar febre chikungunya

Sesab anuncia nesta quinta ações para controlar febre chikungunya
Doença é transmitida por mesmo mosquito da dengue/Foto: Reprodução
A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) anuncia nesta quinta-feira (25) providências para conter o avanço da febre chikungunya, que já registrou 14 confirmações no estado e tem sob suspeita outros 307 casos. Em Feira de Santana, segunda maior cidade do estado, o bairro de George Américo registrou todos os casos confirmados no município, além de 220 notificações. De origem africana, a chikungunya é transmitida pelos mosquitos Aedes aegpty e Aedes albopictus. A doença se diferencia da dengue por causar inchaços e dores simétricas nas articulações. Ainda não há vacina nem tratamento específico para a enfermidade e os sintomas podem persistir de sete a dez dias. Informações do A Tarde.

Trabalho dos agentes de endemias garante redução de índice da dengue

O ACE Climério lotado no distrito Pau da Lima em sua atividade diária 

Com a proximidade do verão, mais propício para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, a Prefeitura começa a intensificar as ações de combate à dengue em toda a cidade. O objetivo é evitar o crescimento Índice de Infestação Predial, que sofreu redução de quase 50% em comparação ao levantamento feito em março, registrando uma queda de 3,2% para 1,8%.
A coordenadora do Programa Municipal de Controle da Dengue, Isabel Guimarães, ressalta que para Salvador atingir o índice ideal de menos de 1% de infestação a participação da população é fundamental.
O trabalho de combate ao surgimento de focos do mosquito e infestação da doença é promovido rotineiramente pelos agentes de endemias do Centro de Controle de Zoonozes, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde. As equipes atuam nos 12 distritos sanitários da cidade, identificando possíveis focos, colocando larvicidas ou inseticidas, além de atender a solicitações diretas da população.
Para ampliar os resultados dessas ações, o CCZ atua em parceria com outros órgãos, a exemplo a Limpurb. Juntos, eles promovem mutirões de limpeza, retirando que casas, ruas e terrenos baldios lixo e material inservível ou descartado de forma inadequada. “Essa é um forma que temos para evitar os fatores do ambiente que contribuem para o aparecimento da doença. O outro fator é o climático, sobre o qual não temos controle. Temperaturas mais altas são ideias para que o inseto se reproduza mais rapidamente”, explica a Isabel Guimarães.
Ela ressalta que todo o trabalho realizado pelos órgãos púbicos pode não garantir o controle da dengue se não houver a participação da população. “A maior parte dos criadouros está no nível do solo, em depósitos de água como toneis e baldes. A segunda maior incidência está em depósitos móveis como garrafas e outros vasilhames”, adverte.
Fonte: SMS

Eleitor pode tirar segunda via do título até esta quinta-feira


Eleitor pode tirar segunda via do título até esta quinta-feira
Foto: Divulgação/ TSE
O prazo para a retirada da segunda via do título do eleitor que pretende ir às urnas na eleição de outubro termina nesta quinta-feira (25), 10 dias antes do pleito. O interessado pode procurar qualquer cartório eleitoral (ou postos do Tribunal Regional nos Serviços de Atendimento ao Consumidor) e solicitar a emissão da segunda via. A impressão é feita na hora e sem custos adicionais. No entanto, a apresentação do título eleitoral pode ser substituída por um documento de identidade original como foto, no momento da votação. Já o prazo para fazer o alistamento este ano findou no dia 7 de maio. Quem não fez não poderá participar das eleições. 

Bahianotícias